Vem, vem pra criação você também! #9

[ pinturas à óleo + suspense + erotismo = arte anatômicas do espanhol Dino Valls]

[ toy art + cinema = cartazes de filmes do Tomasz Opasinski]

[ humor + super hérois = toys de hérois da DC com visual Mad]

[luz + sacadas inteligentes = gif’s animados do Michael Whaite]

Everyone’s favourite spidery hero…

[ camisa + metalinguagem = estampa de um leão feita de dentes-de-leão da Camisetaria]

Camiseta

[ dobradura + must have = réplica de papel para montar da Torre Eifel]

[ eletrônico + lana del reyismos = Video Games – The Young Professionals (Lana Del Rey Cover) ]

Feliz dia do caminho que eu decidi seguir

Daniele Coletti 9

Dia 01 de fevereiro, pra quem não sabe, é um dia mega importante para mim. Além dos motivos não tão óbvios, que não cabem eu ficar escancarando aqui, é o DIA DO PUBLICITÁRIO! Um salve por isso! Salve!

E já deixo aqui a dica de presente para nós (que em boa parte, curte uma boa bebida). Garrafas iluminadas!

Daniele Coletti 5

Idealizadas e realizadas pela designer italiana Daniele Coletti, o projeto batizado de Ciucalegra começou com 40 garrafas das melhores bebidas. E através do uso de lâmpadas de led, consegue uma ótima iluminação, que ainda consegue ser duplamente ambiental (pela reciclagem das garrafas, e pelo baixo consumo de energia das lâmpadas).

CiucalegraCiucalegra

Daniele Coletti 2

Ótima dica de presente duplo pra um bom criativo hein? Secam a garrafas juntos, e depois entrega o verdadeiro presente! A peça me lembrou a ação de lightpaint realizada pela Absolut no lançamento da Absolut Glimmer. Durante 5 dias de transmissão ao vivo, milhares de pessoas enviaram palavras através do Twitter e Facebook. As 100 mais excepcionais foram escolhidas e viraram grandes obras na mão dos artistas.

WOW! (Vi aqui.)

Future Starts Slow…

Quem me é próximo, deve saber a relação que eu tenho com essa música do The Kills. Estava navegando agora pelos meus feeds, e foi impossível não replicar aqui esse texto que eu vi no blog da Dani Arrais, que para mim…

Pareceu uma solução aliviadora de todos os males e de todos as confusões que 2011 me proporcionou até agora. E transformar 1 minuto em 10 anos, e olhar para a situação atual com uma certa nostalgia pacificadora. Paz.

O passado é agorinha, de Ana Guadalupe

a solução para os desastres do presente
é falar do agora com o distanciamento de uma década
dias de tardes longas ou infinitas semanas

recortar o agora e mandá-lo em carta histórica
para outro continente enquanto se descobre este
cria-se um tempinho para que o conheça com calma

aplicar um filtro de antiguidade no agora
empregar tecnologia, tempo verbal e a colaboração de todos
grato, ass: o síndico

ótimo álibi para tudo dizer sem problema:
“ontem gostei muito deste livro sobre o sucesso na vida noturna”
“pensei em você durante horas, já passou caso não queira”
“do contrário confesso que tudo continua”

qualquer besteira será automaticamente redimida
já faz tempo, tudo muda, você pode ser nova pessoa
o que falei há pouco já está na quinzena passada
há uma linha era ok ser idiota

E encerro a postagem com o link para o vídeo de “Future Starts Slow”, do The Kills: