Don’t Photoshop My Heart #12

Imagem

Voltando aos poucos e com calma pra cá. Mixtape com muita dorzinha de cotovelo procês… what a waste, I could’ve been your lover.

 

Belle and Sebastian – Little Lou, Ugly Jack, Prophet John (Feat. Norah Jones)
M83 – Wait
Death Cab for Cutie – Death of an Interior Decorator
Sharon van Etten – Serpents
Metronomy – We Broke Free
Ed Sheeran – Give me Love
Grandphone Vancouver – Miss Me
Frank + Derol – Barely Love you Too
Cat Power – Cherokee (Nicolas Jaar Remix)
Metric – Hustle Rose
Best Coast – Boyfriend
Talma&Gadelha – Se fosse feio

Ouçam: http://8tracks.com/britoislove/don-t-photoshop-my-heart-12

Anúncios

Num mundo wireless, eu fico assim querendo amor em fios…

List of Scott Pilgrim soundtracks

Image via Wikipedia

Quem ai assistiu “Scott Pilgrim” deve lembrar da música tema cantada pelo Metric, e encenada pela banda “Clash at Demonhead” no filme… a música Black Sheep. Bem, eu sou um apaixonado pela letra dessa música, e tava até comentando sobre ela esses dias, e no refrão dela:

“I’ll send you my love on a wire…”

… e hoje me deparo com essas esculturas com fios:

gavinworth09

 

São ou não são lindas? Completo instant-love quando vi! As esculturas são obras do artista Gavin Worth. E atualmente estão em exposição numa galeria em São Francisco. Adoraria dar uma olhada nelas ao vivo:

gavinworth06

gavinworth02

Vi aqui ó: http://www.fubiz.net/2011/09/26/wire-sculpture/

E fica aqui também o link para a música:

 

 

 

 

 

 

Don’t Photoshop my Heart #4 Mixtape

Dont_photoshop_my_heart_4_mixtape

“O bom filho a casa retorna”, e então, assim por se dizer, vos aviso que estou de volta, e regresso com uma vontade de ficar mais por aqui, de fazer mais por aqui. Produzir, e bem é a meta.

Não sei vocês, mas eu tive a sensação de que Maio parecia um mês sem fim. Nunca tive tanto azar como nesse mês, e achei tanto que o tempo estava passando, e que já tinha feito escolhas erradas demais para corrigir. Várias coisas aconteceram… Passando pela saúde, pela “perda” de alguns amigos que me eram valiosos, a alguns atrasos na vida acadêmica por um ou outro motivo… E até o coração não foi o mesmo esses dias. Basicamente foi tudo: “Eu estou fazendo as coisas certas? Quanto eu devo pensar em mim, e em agora… quanto eu devo pensar no outro, e no futuro?”

E me atire à primeira pedra aquele que diz que vive bem, quando o coração não está assim também. Coração é tudo sobre o que eu falo aqui, e essa é a minha mixtape vinda do coração de Maio para vocês. Escutei muito essas músicas nesse período. Espero que vocês gostem… Creio que a capa veio bem a calhar com a seleção das músicas. Um casal, e o 3º membro incomodado ao lado. A vibe toda da Mixtape é de tensão e energia… Logo, não se enganem com a primeira música.

Às vezes somos o casal que curte o momento, às vezes somos aquela pessoa ao lado que suspira: “Quando vai chegar a minha vez?”. Enfim. Entendam como quiser. Mas apreciem as músicas, e comentem! Baixem aqui!

01. Death Cab for Cutie – Unobstructed Views
02. iamamiwhoami – U-2
03. Kid Cudi – Scott Mescudi Vs. The World (feat Cee-lo Green)
04. Ladytron – The Last One Standing
05. Metric – Hustle Rose
06. Santigold – Go (feat. Karen O)
07. She Wants Revenge – Reasons
08. The Kills – Future Starts Slow
09. Those Dancing Days – I Know Where You Live pt. 2
10. Yeah Yeah Yeahs – Kiss Kiss

Clique aqui para download das músicas!

Carta não-enviada por: Autora anônima, 20 anos.

Essa é uma daquelas coisas que quando você lê, você realmente se sente estranho quando lê. Queria conhecer de verdade quem me mandou essa. Se foi alguém que eu já conheço, eu a devo conhecer muito mal. Mas enfim… Todo amolecido aqui.

Para ler ouvindo: Metric – Love is Place

Era uma tardezinha de domingo, a gente tava na livraria, na sessão de revistas em quadrinhos. Eu queria muito saber se você lembra daquela última música que a gente ouviu juntos do som ambiente, enquanto vários casais se abraçavam no Café ao lado, e você terminou do nada comigo. Reservei na minha noite, esse momento para deixar tudo fluir… E cá estou eu. Eu sozinha, repassando tudo de novo para ver onde foi que tudo de uma hora pra outra deu tão errado.

Mas é isso. Depois você foi embora, e eu fiquei lá cravando meus olhos no teto da livraria com tanta agonia que me assusto quando lembro de tudo. Meses antes você me ensinava que onde se está, se está sempre perto do céu. E ao ouvir isso de seus lábios eu te jurei, sem que você soubesse, esse amor assim como foi o nosso. Esse amor onde se está. E não havia mais ali agora.

Mas eu não sei mais onde eu estou. Virei uma dessas desconhecidas divertidas que todo mundo adora conhecer, mas ninguém gosta de conviver. Mudo a cor dos meus olhos conforme o meu estado de ânimo. Cor de água ao acordar. Cor de açúcar queimado quando ria. Cor de canela quando calada ficava. E outros tantos “et caeteras” que apenas estraga meu cabelo que você tanto gostava.

Mas você de mim não gosta mais. E eu espero que você pelo menos sinta saudades de mim quando olha pra cima.

Porque eu ainda te sinto tanto.

*E a foto mais do que linda-linda-linda é da Melisa Fernández. O flickr dela é incrível… quem puder dar aquela passada lá e conferir o trabalho dela: http://www.flickr.com/photos/melifernandez/