Don’t Photoshop My Heart #9 Mixtape

Eis que o ano vai se encaminhando para mais um fim. Não atualizei o blog como deveria por esses meses, o ano passa, as culpas ficam e não há para que carregá-las. Essa mixtape aqui é basicamente sobre cama e frio… duas coisas das quais eu ando meio que mestre ultimamente… rs (no-pun-intended)

Tem rock, tem eletro, tem coisa tranquila, tem coisa pra dar vontade de abraçar, tem coisa pra ficar triste. Enfim. Curtam a seleção! 12 músicas por um melhor 2012! 🙂

Best Coast – Our Deal
Brollies & Apples – So What!
Cascadeur – byebye
Florence and The Machine – Bedroom Hymns
Goldfrapp – Ride A White Horse (Disco Pusher Remix)
Lady GaGa – Heavy Mental Lover
Los Campesinos! – By Your Hand
Miniature Tigers – I Saw The Light (Todd Rundgren)
mr. Gnome – House of Circles
Muse – Ruled by Secrecy
Peaking Lights – Tiger Eyes (Laid Back)
Sky Ferreira – Wish I Stayed

Baixem aqui: http://bit.ly/rGxhpU

Anúncios

Don’t Photoshop My Heart #8 Mixtape

O mês ainda nem terminou e já venho com mais uma mixtape. Essa tá mais pesada, e mais divertida até confesso eu, a outra também tá muito muito boa também, mas acabou soando mais pop/sintética. Essa eu gosto de ouvir quando chego da faculdade, pra ter uma carga extra de energia pra finalizar algum job ou algo assim.

Algumas figurinhas já são até batidas de outras mixtapes que rolaram por aqui, mas né? Como diria o slogan da Boomerang: “Tudo que é bom volta”, e jogo um pouco mais de The Kills e Metronomy pra vocês. O resto do pessoal é novo.

A capa como de costume é autoral. Foto de um dia bom, e que eu não lembro direito, dado a intensidade do rock que precedeu tudo. De quebra, passo a colocar as mixtapes também pelo Grooveshark pra quem quiser só ouvir, sem baixar.

Enfim, curtam tanto quanto eu estou curtindo! Baixem, escutem e digam o que acharam! 😀

1. Baxter Dury – Leak At The Disco
2. Chairlift – Amanaemonesia
3. Does It Offend You, Yeah – We Are The Dead
4. Electric Six – Bleed For The Artist
5. Housse De Racket – Chateau
6. Lou Lesage – Can be cruel
7. Masquer – Happiness
8. Metronomy – We Broke Free
9. Polarsets – Sunshine Eyes (Kid Adrift Remix)
10. The Gay Blades – Too Cool To Quit
11. The Kills – Baby Says
12. Voxhaul Broadcast – Junkyard Dog

Baixem aqui: http://bit.ly/tLSnCR

Escutem aqui (através do Grooveshark): http://tny.gs/uu9Cpg

Nem só de matar zumbis vive a Milla Jovovich… conheça a garota Campari!

Não sei vocês, mas eu sempre curti os trabalhos da Milla Jovovich, curto esse visual dela meio retinho, esses cabelos sempre mutantes e o rosto dela que sempre passam uma tensão por ação. Já da Campari… bem, não sou tão fã da marca italiana, costumo dizer que eles são sempre melhores no visual do seu produto e das suas campanhas do que no sabor em si (tanto é que você vê sempre o pessoal usando a bebida pra jogar em outras pessoas, haha).

Enfim, e nessa campanha da Campari se fala basicamente sobre isso. O fim. Fim do mundo mesmo, a lenda Maia, que aponta que o mundo vai terminar em 21/12/2012. Nas fotografias das peças, a Milla usa 12 vestidos ligados à desastres naturais ou outras causas que levariam à esse fim (INVASÃO DE ALIENÍGENAS? haha). O mais bacana que eles transformaram cada uma das peças em calendários. A última peça é claro que termina no dia 21. Show! Curti! Quero versões adaptadas dessa peça pra wallpaper, porque né?

Campari calendar
January: Wave

Campari calendar
February: Hurricane

Campari calendar
March: Desertification

Campari calendar
April: Alien invasion

Campari calendar
May: Pollution

Campari calendar
June: Deluge

Campari calendar
July: Vulcano

Campari calendar
August: Lightning

Campari calendar
September: Glaciation

Campari calendar
October: Meteorite

Campari calendar
November: Climate change

Campari calendar
December: Explosion

As peças são da agência Euro RSCG, Milan, Italy, e começam a ser usadas já esse ano, nesse mês. Vi aqui no Ads of the World: http://adsoftheworld.com/blog/campari_its_the_end_of_the_world_baby_calendar 😀

Fotografias com paciência, atenção e carinho. Vale a olhada! :D

Não consigo entender, talvez nunca consiga. Em alguma parte do meu mundo, aliás, não sei se é só do meu mundo… mas algo calou-se e decidiu se render à tal indiferença. Indiferença é uma boa palavra para categorizar o conjunto de falta de ações, “normalidade, frieza, e de incomunicabilidade que conseguimos alcançar”. Quem culpar? A tecnologia, que agora fala de um para um individualmente? (Eu sei que é um pleonasmo, mas aqui é válido repetir) e que nos faz pensar que tudo está ao nosso alcance o tempo que quisermos?

Creio que não. A cada dia somos confrontados por diferentes experiências, e cada experiência, seja ela negativa meio que passa a calibrar na medida certa como reagir a cada pessoa. Ainda assim não lidamos bem com as expectativas… e tendemos a escolher o que é mais fácil, mais simples e acabamos desistindo de tudo porque não alcançou o tamanho que desejamos. Apertamos rápido o dedo no click da câmera, e esperamos que aquele instante seja guardado de forma que fique eternizado da melhor maneira possível. Mas será que fica mesmo?

Photograph Stars over North Sea by Thomas Zimmer on 500px

Não. Não tem Photoshop nessas fotos. Tem só paciência, esforço e atenção. E esse é o trabalho do  Thomas Zimmer que com muito carinho, consegue nos tirar um pouco da nossa órbita individual onde todas as nossas preocupações parecem ser necessidades, quando deveríamos conseguir ser felizes com pouco, porque todo o resto já é muito. Entendem?

Mais fotos dele aqui, vale muito o click: http://500px.com/ThomasZ

E você nem sabe por quem está sendo assombrado hein?

Halloween. Passei esses dias todos falando sobre isso por aqui.
Não sei qual foi dos elementos, ou se é que foi isso mesmo, mas eu acredito-acredito mesmo no azar, e digamos que essa não foi essa a minha vez.Enfim. Só consigo pensar no pensamento que faço agora em pensar em coisas boas e desejar boas coisas, mesmo que pequenas pras pessoas próximas.

Não aguento. Enfim. Be cool.