Vem, vem pra SUPER criação você também! #13

Uma edição só com super-heróis! ❤

[Heróis + Jackie Chan = Ninja Heroes do  AJ Salazar (trabalho ultra fofo de ilustrações ninjas)]

ninja superhero ironman Ninja Superheroes

[Meu Malvado Favorito + Heróis do momento = Os Instrospect Heroes]

this movie was amazing.

[UFC + Smash Bros = As ilustras de lutas inimagináveis do  Filipe Capra]

[papel + ilustrações = os paper heroes do Grégoire Guillemin]

[ Cartoon + fofura = os heróis quase infantis do Mike Mitchell – VALE MUITO A PENA O CLICK 😀 ]

[ fotografia + universo queer = Os Queer Heroes do Philip Arthur Bonneau – Ótimos clicks!]

pb.19.jpg

[ Tipografia + Helvetica = helvetica, my hero]

Toda nudez será castigada? (Fotografia)

Sexo. Sempre um assunto recorrente, e magnético. Basta ler a palavra ou relacionadas que você já quer saber sobre o que se trata. Tava lendo meus feeds, e esbarrei com essa série de fotografias do grande artista americano Spencer Tunick, que reúne diversas instalações feitas com milhares de voluntários que tem sua nudez capturada de forma eternizada. O resultado aqui na “Art Nude”:

Incrível, não? (Vi aqui)

Oe oe oe, eu sou mais indie que você!

Lembro dos áureos tempos da música, lá por 2005 ou algo do tipo, onde eu escutava muito funk (?) eletrônico, haha, e o Bonde das Impostora cantava sobre essa cena indie que nascia, e sobre os hypes da internet na época. Um desses hypes (ou fazedores de Hype) da época, o Lúcio Ribeiro, grande crítico/jornalista/produtor musical que sempre com seus ouvidos abertos para coisas novas que estavam rolando, apontava o que ia fazer sucesso ou não. Ainda leio tudo que ele escreve, e fala sobre o mundo da música.

A dica de hoje veio do blog dele, o Popload. Anthony Lee é um desses caras que faz aqueles vídeos ultra bem sacados com uma galera oriental da dança. Recentemente eles soltaram alguns vídeos de músicas do momento, como essa do Gotye:

Quando os opostos se atraem… (Ilustrações)

Em algum lugar no fundo de todos nós temos uma sensação como o amor deveria ser, como que deveria acontecer, onde e quando o seu vai acontecer também todas essas pequenas coisas que nos esperam. Mas e se acontece inesperado? E se o amor fosse exatamente o oposto do que pensamos que ele deveria ser?

E é com essa premissa que o designer gráfico Dan Matutina, através do seu Tumblr (Versus/Hearts) ilustra como seria se o amor fosse entre opostos:

The Snake and the LightningI was never really a big fan of Harry Potter, but I read all the books. :) My favorite book was Prisoner of Azkaban. My favorite HP movie was also Prisoner of Azkaban and the other movie where Harry and Hermione danced. I thought it was so artsy. Hahaha. Can you guys guess what’s happening in this illo? :)Hint: It’s supposedly a magical phenomenon. 

Harry Potter & Voldemort

It’s the Big Bad Monster and the PlumberThe first video game I ever played on the Family Computer. :)

Mario & Bowser
Android & iOSWhy be a fanboy of anything? :)

iOS & Android

E encerrando, o que eu achei mais legal de todos, por todo conceito envolvido:

War & Peace“We make war that we may live in peace.”-Aristotle

Guerra & Paz

Dia dos namorados chegando, e o que as pessoas realmente querem

Um estudo ultra bacana, feito pelo pessoal do Flertebook mostra os perfis de pessoas mais propensas a serem boas em relacionamento… ou seja, já não basta mais ser só bonitinho não, segundo o estudo as pessoas também valorizam o bom humor. Será que finalmente todas aquelas piadinhas que você construiu mentalmente com o passar dos anos, vai ser uma boa arma na hora da sedução? 😀

O estudo também destrincha como são basicamente os hábitos de alguns desses grupos nas redes sociais, especialmente no Facebook, e vale muito a lida pra você que quer tentar algo mirabolante antes do tão famigerado dia 12/6 (Dia dos namorados):

Infografico de perfis

A ditadura dos Hipsters! (ilustras)

Em um mundo qualquer, onde o socialismo predomina-se e os rótulos do ~capitalismo~ caíssem… todos poderíamos ser quem realmente quiséssemos ser. Mas e se assim como eu e você, os ditadores gostassem de música indie descoladinha, texturas xadrez e leituras ~profundas~? Bem, é respondendo essa pergunta que surgem essas ilustrações:

Muito boa hein? Não achei o artista responsável… mas fica a dica para quem quiser continuar o projeto. (Vi aqui)